Gestalt, a Psicoterapia do Contato

A Gestalt é uma terapia que considera a perspectiva humanista de ser e pensar o ser humano. É uma abordagem diferente, uma terceira via em relação à Psicanálise e ao Comportamentalismo.

Se, na Psicanálise, os sintomas, de certa forma, são relegados a um segundo plano devido à busca para a elaboração do problema, no Comportamentalismo, os sintomas são tratados com uma preocupação voltada para a eficácia e o sucesso na demanda do paciente.

A Gestalt tem uma visão holística, na qual interessa o aqui/agora, no fluxo de vida que se mostra no agora, em que o todo é sempre mais que a soma de suas partes.

Para a Gestalt, a perturbação neurótica aparece sempre que o contato consigo e/ou com o meio se torne perturbado. Nesse sentido, a neurose funcionaria como uma autodefesa.

A Gestalt coloca o homem no centro da Psicologia, o acolhe e dá espaço para a sua criatividade, acreditando no potencial humano.

A Gestalt usa os estudos sobre a percepção e as teorias de campo para dar, por meio deles, um valor à relação figura/fundo e ao contexto/campo, em que as relações e o contato acontecem ou existe um bloqueio.

A Gestalt-terapia é atenta ao corpo, aos movimentos, a qualquer manifestação corporal, reveladores de processos em curso. O sintoma corporal é usado como acesso, permitindo um contato com o cliente, respeitando a via de entrada por ele escolhida.

Nesse sentido, existe a possibilidade de uma tomada de consciência imediata. Não se busca explicar o sintoma, mas exemplificá-lo para melhor percebê-lo. A explicação pode sustentar o sintoma, justificando-o.

Nas palavras do filósofo Dr. Alan Watts, “o limite do corpo é o limite da fala”. Assim, a amplificação de uma emoção, de um sentimento, de uma sensação, pode melhor ser percebida e, com isso, abrir espaço corporal.

Usando um esquema de Serge e Anne Ginger, podemos dizer que:

Na Gestalt, existe um vaivém, um balanço entre corpo e ideias, entre realidade e processo em curso. Para a Gestalt, o verbal por si só não é expressão de criatividade, de possibilidades. A expressão se faz e acontece no todo materializado (desenho, pintura, música, na arte como um todo).

Na Gestalt, o dentro e o fora estão ligados e a consciência se faz na consciência desse processo, desse continuum.